Título: Em Busca de Cinderela 
Autor: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Número de Páginas: 160
Ano de Publicação: 2015

Olá meus amores! Como vocês estão? Dei uma sumidinha, mas foi por bons motivos. Mas não podia deixar de fazer essa resenha pra vocês né? Vamos lá? 

Quem me acompanha há um tempo sabe o quanto eu gosto da Colleen Hoover, sério, a-m-o os livros dela, porque eles sempre começam bem devagar e depois soltam aquela bomba né? Típico da autora, e com esse livro não foi diferente, me encantou como todos os outros. 

Esse conta a história do Daniel, amigo do Holder, e ele é um garoto que todos os dias no mesmo horário se esconde em um armário de vassouras, mas sempre vive na mesmice. Mas um certo dia uma garota "cai" la dentro, e como nada nos livros da Colleen é comum né, algo acontece. 

Mesmo sem saber quem é a garota que caiu lá dentro, Daniel se sente um pouco "atraido" por ela, mesmo não fazendo ideia de quem seja haha é bem conto de fadas mesmo. E com o passar dos anos, ele acaba encontrando uma garota e sente a mesma coisa que sentiu pela menina misteriosa. 

E a partir dai começa uma história surpreendente, com revelações avassaladoras, de te deixar de queijo caído e com o coração na mão. Mas como já conhecemos nossa amada Colleen Hoover, nem nos contos de fadas tudo é perfeito. 
(Imagem: Google)

Em Busca de Cinderela é um conto da série Hopeless (Um Caso Perdido e Sem Esperanças). Mas é tão bom quanto, muito bem escrito e que dá pra ler em apenas um dia. Uma leitura fácil, simples e muito apaixonante. 

Achei muito legal conhecer mais dos personagens secundários, ter uma visão diferente da Sky e do Holder, ver pelos olhos de outras pessoas, mas adorei a experiência de ter lido, é uma leitura que irei guardar pra sempre, pois me marcou muito. 

Pessoal, espero muito que vocês gostem, pois eu realmente AMEI! 

Até a próxima resenha!


Você acha que tomar decisões é difícil? Não deveria. Difícil mesmo é você tomar uma decisão que envolvem diversas escolhas e depois ter que conviver com a incerteza de que a tomada foi a correta. Pra complicar, essas escolhas são pessoas, então não dá pra simplesmente deixar nas mãos do unidunitê.

Assim como nas provas, avaliei minhas possibilidades e excluí as improváveis, até chegar a duas hipóteses. Estranho falar assim, tratando gente como coisa, mas a realidade é cruel mesmo. Essas hipóteses me tiraram mais sono que ENEM. Coloquei na balança, pedi opinião, e fui. Alternativa P.

Não que eu tenha feito a escolha errada, ainda não recebi o gabarito. O que tem me incomodado é a alternativa A que eu deixei pra trás. Uma bela alternativa, devo dizer. À beira das 3 décadas, alto, mãos grandes, voz rouca. O problema eram as pequenas atitudes, ou pequenas falas, que pra muitos podia não significar nada, mas pra mim representava muito. Me causava diversas dúvidas, mas afinal, quem não causa?

A solução é não esquentar a cabeça, ou tentar não esquentar. É seguir com a decisão feita sem recaídas, pra que ele também siga. É não ser gulosa. É não pecar, por mais que seja um pecado não fazê-lo. É se contentar com os momentos vividos, mas sem a tortura de revivê-los mentalmente todos os dias. É aprender a desejar felicidades, mesmo que ela não te envolva.

Porque assim, sendo livre de sentimentos desonestos, talvez ele ressurja para juntar seus cacos num futuro de novas desilusões. Ou talvez novas desilusões não venham, porque você acertou em cheio ao dar espaço à alternativa P. Quem sabe? A vida não é composta por um vestibulinho aqui e ali, ela em si já é um vestibulão!

Autor: Érika Pacheco

Título: O Garoto da Casa ao Lado
Autor: Meg Cabot
Editora: Record
Número de Páginas: 400
Ano de Publicação: 2004

Oi pessoas lindas, tudo bem? Temos resenha hoje, de uma escritora incrível, a Meg Cabot, quem ai nunca leu nada dela? Ou assistiu O Diário da Princesa? É uma escritora que sempre fez parte da minha vida.

O Garoto da Casa ao Lado conta a história da Mellissa Fuller, uma colunista do Jornal New York Times que está sempre atrasada para o trabalho e está prestes a perdê-lo. Um dia sua vizinha de 80 anos Helen Friedlander sofre um atentado, alguém dá um golpe em sua cabeça e ela acaba ficando em coma, e a Mel precisa cuidar de seus animais, um cachorro gigante e também dois gatos. Ela acredita que pode publicar essa história e isso ajudaria a sua carreira deslanchar, mas pra isso acontecer ela precisa que o sobrinho da Sra. Friedlander vá até lá para poder cuidar dos animais. Mas Max Friedlander não quer nem saber de sua tia, então manda seu amigo John Trent, para fingir ser ele. 

Com o decorrer da história, Mel e John (que ela acreditar que é o Max) acabam virando amigos e tendo algum tipo de aproximação, mas o que acaba piorando as coisas é que o John é repórter de um dos jornais concorrentes do da Mel, e ele tem que fazer de tudo para que ela não descubra a verdade.  

Claro que como sempre a verdade vem à tona e John acaba se dando mal.  Eu adorei a história, muito bem construída e é todinha escrita em formas de e-mails, facilitando nossa leitura.

Só uma coisa que me deixou um pouco com preguiça de continuar a leitura foi a quantidade de páginas, 400 páginas bem cheinhas, com muito conteúdo, mas a leitura é bem dinâmica. 

O Chick Lit é um dos meus gêneros favoritos, e isso facilita muito as coisas, sempre trazendo uma leitura leve e engraçada. 


Quem tiver a oportunidade de ler O Garoto da Casa ao Lado aproveite bastante, você irá adorar. To super ansiosa para poder ler a sequência "Garoto Encontra Garota" que também terá participações de John e da Mel. Assim que eu ler eu faço a resenha para vocês.

Pessoal, espero muito que tenham gostado dessa resenha, e se você já leu o livro deixa aqui nos comentários. Mil beijinhos



Oi pessoal, tudo bem? Hoje vou fazer um Top 5 de livros que podemos ler em apenas um dia, espero muito que vocês gostem. Vamos lá?

1 - Sussuro - Becca Fitzpatrick 

Sinopse: Se apaixonar nunca foi tão fácil… ou tão mortal. Para Nora Grey, romance não era parte do plano. Ela nunca se sentiu particularmente atraída por nenhum garoto de sua escola, não importa o quanto sua melhor amiga Vee os empurre para ela. Não até a chegada de Patch.Com seu sorriso tranquilo e olhos que parecem enxergar dentro dela, Nora é atraída por ele contra seu bom senso. Mas após uma série de acontecimentos aterrorizantes, Nora não sabe em quem confiar. Patch parece estar onde quer que ela esteja, e saber mais dela do que seus amigos mais íntimos.
Ela não consegue decidir entre cair nos braços dele ou correr e se esconder. E quando tenta encontrar algumas respostas, ela se acha próxima de uma verdade que é bem mais perturbadora do que qualquer coisa que Patch a faça sentir. Pois Nora está bem no meio de uma antiga batalha entre os imortais e aqueles que caíram – e, quando se trata de escolher lados, a escolha errada poderá custar sua vida.

2 - A Probabilidade Estatística do Amor À Primeira Vista - Jennifer E. Smith 

Sinopse: Com uma certa atmosfera de Um dia, mas voltado para o público jovem adulto, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma história romântica, capaz de conquistar fãs de todas as idades. Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia.


3 - Cinderela Pop - Paula Pimenta 

Sinopse: Nesta versão estendida do super conto de Paula Pimenta no Livro das Princesas, Cinderela é reinventada. Cintia é uma princesa dos dias atuais: antenada, com opiniões próprias, decidida e adora música! Mas a garota vê seu cotidiano virar de cabeça para baixo depois da separação dos pais: vai morar com a tia, se afasta do pai e, principalmente, deixa de acreditar no amor. Até que um encontro inesperado e revelador a faz rever as próprias escolhas – havia mesmo um belo príncipe em sua história, e tudo que ele mais queria era descongelar o coração da nossa gata (nada) borralheira!

4 - Mentirosos - E. Lockhart

Sinopse: Os Sinclair são uma família rica e renomada, que se recusa a admitir que está em decadência e se agarra a todo custo às tradições. Assim, todo ano o patriarca, suas três filhas e seus respectivos filhos passam as férias de verão em sua ilha particular. Cadence - neta primogênita e principal herdeira -, seus primos Johnny e Mirren e o amigo Gat são inseparáveis desde pequenos, e juntos formam um grupo chamado Mentirosos.
Durante o verão de seus quinze anos, as férias idílicas de Cadence são interrompidas quando a garota sofre um estranho acidente. Ela passa os próximos dois anos em um período conturbado, com amnésia, depressão, fortes dores de cabeça e muitos analgésicos. Toda a família a trata com extremo cuidado e se recusa a dar mais detalhes sobre o ocorrido… até que Cadence finalmente volta à ilha para juntar as lembranças do que realmente aconteceu.

5 - Anna e o Beijo Francês - Stephanie Perkins

Sinopse: Anna Oliphant tem grandes planos para seu último ano em Atlanta: sair com sua melhor amiga, Bridgette, e flertar com seus colegas no Midtown Royal 14 multiplex. Então ela não fica muito feliz quando o pai a envia para um internato em Paris. No entanto, as coisas começam a melhorar quando ela conhece Étienne St. Clair, um lindo garoto — que tem namorada. Ele e Anna se tornam amigos próximos e as coisas ficam infinitamente mais complicadas. Anna vai conseguir um beijo francês? Ou algumas coisas não estão destinadas a acontecer?


Pessoal, escolhi livros super descontraídos, que não são histórias maçantes e também que estão na minha lista de favoritos. Espero muito que vocês tenham gostado desse post! ♥

Me falem nos comentários se já leram algum desses livros ta? 

Beijinhos. 

P.S.: Leiam Mentirosos!! É maravilhoso ♥


Olá lindezas, hoje resolvi responder uma tag para vocês me conhecerem um pouco mais. Essa eu vi no blog Sabrina Dalmolin. Vamos lá?

1- O que você esta vestindo?
Estou vestindo um short de corrida e a blusa do meu pijama.

2- Já se apaixonou?
Sim. 

3- Já teve uma terrível separação? 
Não, e nem quero rs.

4- Qual sua altura?
Eu meço 1,49. Sou bem baixinha haha.

5- Quanto você pesa?
Até sábado eu pesava 47kg.

6- Tem tatuagens?
Não, mas logo logo quero fazer.

7- Tem piercings?
AINDA não. Me aguardem haha.

8- OTP? (Combinação Perfeita)
Acho que meu OTP favorito sempre será coca com limão

9- Programa favorito?
Não assisto nenhum programa de televisão. 

10- Bandas preferidas?
Imagine Dragons, Bastille, Foster the People, Panic! At The Disco e sempre Jonas Brothers

11- Algo que sente falta?
De comer spoleto sempre que eu queria haha. 

12- Música favorita?
Tiptoe - Imagine Dragons.

13- Quantos anos você tem?
19 anos.

14- Signo?
Capricórnio.

15- Qualidade que você procura em um parceiro?
Sempre confiança.

16- Frase Favorita?
Live like you you're at the bottom even if you you're at the top

17- Ator favorito?
Joseph Morgan, meu eterno Klaus Michaelson. Amo demais!

18- Cor favorita?
Rosa :)

19- Música alta ou suave?
Depende do momento. 

20- Onde você vai quando está triste?
Pra minha cama haha.

21- Quanto tempo você leva para tomar banho?
Quando eu lavo o cabelo eu demoro muito, mas quando não lavo eu demoro uns 15 min, que já é muito haha.

22- Quanto tempo você leva para ficar pronto de manhã?
Não muito. 

23- Você já esteve em uma briga física?
Já, com a minha irmã hehe.

24- O que você gosta em uma pessoa?
Depende da pessoa. 

25- O que você não gosta em uma pessoa?
Grosseria, odeio.

26- A razão pela qual entrou no Youtube?
Não entrei no youtube, yet.

27- Medos?
Ser assaltada, morrer, ou alguém próximo morrer.

28- A última coisa que te fez chorar?
Não me lembro. 

29- A última vez que você disse que amava alguém?
Hoje.

30- Significado por trás de seu nome Youtube?
Não tenho um nome do youtube, mas o do blog eu coloquei esse pois sempre me senti muito próxima dos livros.

31- Último livro que você leu?
O Menino do Pijama Listrado.

32- O livro que você está lendo atualmente?
O Garoto da Casa ao Lado.

33- Último show que você assistiu?
O último show que eu fui foi do Fernando e Sorocaba, mas eu não vi nada. O último que realmente assisti foi do Henrique e Juliano

34- Última pessoa que você falou?
Meu irmão.

35- A relação entre você e a última pessoa que você mandou uma mensagem?
Somos namorados.

36- Comida favorita?
Japonesas, com certeza.

37- Lugar que você quer visitar?
Ilha San Andrés, na Colômbia. Quero muito viajar para lá.

38- Último lugar que você esteve?
Acho que foi Caraguá haha.

39- Você tem uma paquera?
Não haha. 

40- A última vez que você beijou alguém?
Hoje de manhã.

41- A última vez que foi insultada?
Acho que ontem, mas não de verdade haha.

42- Sabor favorito de doce?
Eu amo beijinho, se pudesse comeria todo dia.

43- Quais os instrumentos que você toca?
Nenhum, infelizmente.

44- Peça favorita de joias?
Não sou de usar nenhum tipo de joia, só minha aliança.

45- Pratica algum esporte?
Dormir é um esporte? haha.

46- Última música que você cantou?
To cantando nesse exato momento Hurricane do Panic! At The Disco.

47- Frase mais engraçada que já ouviu alguém falar para dar em cima de outra pessoa?
Não consigo pensar em nenhuma agora ):

48- Alguma vez você já usou?
Nunca cantei ninguém rs. 

49- A última vez que você saiu com alguém?
Ontem sai com meu namorado.

50- Quem deve responder estas perguntas?
Não vou taguear ninguém, mas se sintam a vontade para fazer.

Pessoal, espero que tenham gostado de conhecer um pouco mais sobre mim. Beijinhos e até a próxima. 



Dizem por aí que não importa se faz chuva ou sol, quem torna nossos dias felizes somos nós mesmos. Isso é verdade porque durante um grande período andei na contramão; enquanto lá fora fazia 40 graus, por dentro eu estava gélida.

O motivo foi uma tempestade repentina que surgiu na minha vida, um inverno que tem nome e sobrenome. Eu nunca as evitei porque o cheiro da chuva me alucina. Permiti que ele se aproximasse e que fizesse o que tinha pra fazer, não protegi meu coração.

O problema é que essas tormentas sempre vão embora. Mesmo que os raios tenham sido os mais incríveis e o assovio do vento nas árvores tenha sido a melhor melodia já ouvida, os destroços ficam pra trás e você, sozinha, terá que lidar com eles.

Depois de juntar todos os cacos e depois de alguns meses tentando reconstruir meu lar, finalmente pude sentir outra vez a pele aquecer. O contraditório é que já não estávamos mais no verão, e mesmo assim ele tomou conta de mim sem dar importância ao outono de março. Um verão com nome e sobrenome.

Também não o evitei, porque depois de tanto tempo sendo fria, estava na hora de mudar. O seu sol descongelou minha casca rapidamente e me fez ficar exposta; uma exposição boa no começo, mas que logo passou a queimar. E então estava na hora de trocar de estação, de novo.

Foi a vez do outono, e nossa, como eu amo o outono! Me lembra o inverno, mas de um jeito mais aconchegante e menos devastador. Ele abriu seus braços para me receber, e eu fiz o mesmo, sem nem pensar. Pra quem vivia na desconfiança, a entrega veio rapidinho...

Esse outono de Campos do Jordão, embora significasse menos de duas horas de viagem daqui de São José, tinha muitas outras distâncias a serem enfrentadas. Pulei fora antes do estrago crescer e resolvi dar uma chance à primavera.

Não me leve a mal; a preposição feminina não passa disso, uma preposição. Ele que segue florindo sem olhar a quem, me transmite a serenidade que procuro.

E sabe o que eu aprendi? Que realmente não importa o calor ou o frio que você vai encontrar nas ruas, mas sim as pessoas que você vai encontrar, porque todos nós somos regidos por uma das quatro estações do ano.

Prepare-se para a maior das geadas, e também para o dia mais escaldante. Eles não têm data nem hora para chegar, tampouco para ir. Prepare suas roupas, sua armadura, e apenas sinta a brisa renovar o seu ar.

Autor: Érika Pacheco

Título: O Menino do Pijama Listrado
Autor: John Boyne
Editora: Seguinte
Número de Páginas: 190
Ano de Publicação: 2007

Oi pessoal, tudo bem? Hoje trago uma resenha para vocês, acredito que a maioria das pessoas já ouviram falar sobre a história de O Menino do Pijama Listrado. Vou contar sobre o que eu achei, vamos la? 


Eu fui uma das pessoas que assistiu o filme antes de ler o livro, e mesmo assim me surpreendi com aquele final. O livro é narrado em 3ª pessoa, mas acredito que foi mais pelo final, pois ficaria sem sentido. Eu fiz uma "resenha" do filme, só clicar aqui para você conferir. 

Ele conta a história de Bruno, um garoto de nove anos que vive na era da 2ª guerra mundial, e seu pai é um dos soldados que comandam a eliminação do Judeus, se é assim que posso chamar. E o pequeno Bruno não faz ideia do que seu pai faz, ele apenas sabe que é um trabalho muito importante. 

Eles moram em Berlim, em uma casa gigante onde ele pode brincar de explorar, mas acabam tendo que se mudar de lá e vão para perto do campo de concentração, que Bruno acha que é apenas uma fazenda onde as famílias vivem felizes. 

O que mais me abalou foi o fato do Bruno ser tão ingênuo, puro e inocente. Onde eles moram não tem ninguém com quem ele brincar e não pode sair ao redor da casa para fazer suas famosas exploração. 

Uma grande parte do livro vemos ele se lamentando por não ter com quem brincar, não poder sair, não ter seus amigos e isso se arrasta bastante, mas são capítulos super curtos. A mãe de Bruno sabe o que está acontecendo e não aprova o que o marido faz, ela só quer proteger Bruno e sua irmã Gretel. 


Como o tédio está dominando a vida de Bruno ele resolve sair sem a permissão de seus pais, e acaba encontrando a cerca que fica ao redor do campo ou "fazenda" como ele prefere chamar, e lá ele conhece o Shmuel, um garotinho Judeu que acaba virando seu melhor amigo. 

A partir dai a história começa a ter um pouco de ação. O que me incomodou um pouco foi o fato do John Boyne repetir muitas frases, várias e várias vezes, claro que é proposital, mas isso da uma leve cansadinha. 

Eu li o livro em 9h, super rápido, é uma leitura que flui e nem vemos que já está acabando. O final do livro é lacerador, acaba com seu coraçãozinho, mas a história é incrível. Não acredito que esperei tanto tempo para poder ler, se você está em dúvida, leia. Não deixe passar. 

Eu gosto muito dessas histórias que contam sobre Hitler, sobre as guerras, acho muito importante para sentirmos como era viver naquela época se você era Judeu. E é de cortar o coração. Um dos meus maiores sonhos é conhecer a Alemanha e poder ir aos campos de concentração, para poder ter uma visão melhor. 

Pessoal, espero muito que tenham gostado dessa resenha, é a mais especial que já escrevi. Se já leu o livro conta pra mim o que achou, ta? Beijinhos.